Endometriose e resultados adversos na gravidez

Uma pesquisa bibliográfica computadorizada realizada revelou evidências que mulheres com endometriose apresentam maior risco de efeitos adversos na gravidez. Os mais encontrados na literatura foram: maior incidência de aborto espontâneo, parto prematuro, ruptura prematura da bolsa amniótica, placenta prévia, pré-eclâmpsia, diabetes gestacional, bebês pequenos para a idade gestacional, descolamento da placenta, acretismo placentário, distocia funcional do parto, aumento da incidência de parto cesariana e hemorragia pós- parto.
A possível explicação é que a endometriose e as complicações obstétricas possam compartilhar mecanismos fisiopatológicos comuns, nos quais a ativação anormal da inflamação, alterações estruturais e funcionais na zona juncional do útero e o peristaltismo uterino perturbado podem desempenhar papéis importantes.